Ferramentas de poda

Ferramentas para poda

Ferramentas para aparar e podar plantas no jardim. Indispensável para qualquer pessoa que queira manter um jardim bem bonito e com plantas bem podadas e limpas.

APARADOR DE CERCA-VIVA

Perfeito para você podar com mais facilidade e rapidez as cercas vivas e arbustos.

Aparador de cerca viva

TESOURA DE PODA

São as ferramentas que utilizamos para o corte de ramos, flores ou frutos, que tenham espessura de até um lápis. A curvatura da tesoura deve estar sempre voltada para cima.

Tesoura de poda

TESOURÃO DE PODA

Utilizado para poda de cerca-vivas, renques, trepadeiras, apara de hera em muros, corte de grama ( pequenas extensões ) e para a topiaria. O Tesourão é uma ferramenta mais robusta e pode ser utilizada em diversas posições.

Tesourão de poda

SERROTE DE PODA

Utilizado em ramos mas grossos, principalmente em arbustos bem formados ou para retirada de galhos “ladrões” em árvores. Geralmente os serrotes só cortam no movimento de retorno. O local mais apropriado para o corte é na base do galho, ou seja, onde ele está inserido no tronco ou em ramos mas grossos. A base do galho possui duas regiões de intensa atividade metabólica, que apresentam rápida multiplicação de células: a crista, que fica na parte superior e o colar, que fica na parte inferior do galho. Para poda de galhos grossos o corte deverá ser feito em três etapas. Primeiramente faz-se um corte na parte inferior do galho, a uma distância do tronco equivalente ao diâmetro do galho , ou n mínimo 30cm. Este corte não precisa ser profundo, 1/3 do diâmetro do galho é suficiente. O próprio peso do galho dificultará a ação da serra. O segundo corte é feito na parte superior do galho, mas distante do tronco, uns 2 a 3 cm além do corte inferior, até a ruptura do galho. O terceiro corte visa eliminar o toco remanescente. Sem estar sendo forçado pelo peso do galho, este corte muitas vezes deverá ser feito de baixo para cima, preservando o colar e a crista. O corte de galhos pesados sem os três cortes provocará danos no tronco logo abaixo do galho, com descascamento ou mesmo extração de lascas do lenho. Estas são portas de entrada para fungos e bactérias. Através do primeiro e segundo corte pode se dar uma direção de queda ao galho, sendo possível assim desviar obstáculos entre o galho e o solo, como fios de energia elétrica, telefone, beirais de telhados ou mesmo outras plantas no solo. Com o auxílio de cordas estes direcionamento se torna ainda mas fácil.

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*